Aprenda a utilizar a alavanca seletora em veículos com Câmbio Automático

A cada dia mais usuários aderem a veículos com este tipo de transmissão, no Brasil, a frota de veículos com este tipo de transmissão está em torno de 30% e a tendência é cada vez aumentar, pois em 2010, teve um crescimento anual de 7% em relação aos veículos novos vendidos em 2009.

Sendo uma tecnologia nova para os brasileiros é de suma importância saber utilizar de forma correta um veículo com câmbio automático.
A idéia de que a posição “D” deve ser selecionada e mantida em todas as condições de operação do automóvel é equivocada, uma vez que as outras posições existem exatamente para proporcionar um melhor desempenho e economia em determinadas circunstâncias, aumentando a segurança e o conforto de seus ocupantes, além de preservar a integridade dos componentes da transmissão automática.

Relacionamos as posições da alavanca seletora encontradas com mais freqüência em veículos com transmissão automática e suas aplicações:

Posição “P” Parking ou Parada
Deve ser utilizada sempre que você estacionar. Possui um sistema de travamento mecânico nas rodas motrizes, aumentando a segurança por meio da imobilização efetiva do carro. Essa posição libera a partida do motor.

Em aclives ou declives o freio de estacionamento deve ser acionado antes do engate do parking.

Posição “R” – Ré
Deve ser utilizada para movimentar o veículo para trás.

Na “R”, bem como na “1” ou na “L” (low – baixa), ocorre um aumento da pressão interna do fluido da transmissão, garantindo força total para o carro. Nessa posição, a partida do motor é bloqueada por motivos de segurança.

Posição “N” – Neutro
Aqui, o automóvel pode ser movimentado com o motor desligado ou ligado, seria o ponto morto, sendo que os componentes internos da transmissão estão desaplicados. Essa posição permite a partida do motor. Preferencialmente, por motivos de segurança, não se deve manter a alavanca no “N” com o motor ligado e alguém, principalmente crianças, dentro do veículo, uma vez que acidentalmente uma marcha pode ser engrenada.

Posição “D” Drive ou Dirigir
É a posição normalmente utilizada para dirigir e, na maior parte do tempo, tanto na cidade quanto na estrada, ela é suficiente para todas as situações de utilização, em terrenos planos ou com ondulações suaves.

Com o veículo parado, ela inicia em 1ª marcha, passando para a 2ª marcha, para a 3ª marcha e para a 4ª marcha, além de reduzir em desacelerações.

Não deve ser utilizada em subidas/descidas acentuadas uma vez que o veículo ficará todo o tempo retido pelo sistema de freios, acentuando o desgaste do sistema e diminuindo a segurança. Nessa posição, a partida do motor é bloqueada por motivos de segurança.

Posição “3” – 3ª marcha
Quando a alavanca é movida para essa posição, estamos manualmente restringindo a mudança das marchas até a 3ª. Deve ser utilizada para aclives suaves numa estrada, evitando que haja mudanças 4-3, 3-4 sucessivas, aumentando assim a vida útil do conjunto. Também se deve utilizar essa posição em declives suaves, usando a transmissão como freio motor, economizando o sistema de freio do veículo. A velocidade do automóvel deve ser compatível com esse tipo de redução. O manual do proprietário geralmente especifica a faixa de utilização dessa posição. Ela varia de veículo para o veículo. Nas transmissões com controle eletrônico, o módulo de controle eletrônico fornece proteção de velocidade, impedindo o engrena mento equivocado de uma marcha. Também nessa posição a partida é bloqueada.

Posição “2” – 2ª marcha
Movendo-se a alavanca para a posição 2, limitamos as mudanças para a 1ª e a 2ª marchas somente. Deve-se utilizar essa posição quando se enfrenta aclives ou declives mais acentuados, aumentando, dessa forma, o efeito de freio motor. A limitação de velocidade deve ser observada. Transmissões com controle eletrônico são protegidas de uma redução acidental. Nessa posição, a partida também é bloqueada.

Posição “1” – ou “L” (low)

A alavanca deverá ser movida para “1” ou “L” quando se necessitar de freio-motor efetivo ou máximo, em aclives ou declives muito acentuados, aumentando a segurança e diminuindo o desgaste do sistema de freios. Assim como em “R”, a pressão interna da transmissão é aumentada ao máximo, devido às condições extremas de utilização. Essa posição deve também ser usada para subir rampas em garagens de prédios, shoppings ou subidas de serra em que o veículo se encontre parado e deva reiniciar seu movimento, porque o aumento interno de pressão impede que seus elementos internos patinem.
Modo Normal

É utilizado para a condução no dia-a-dia. Permite uma troca de marchas em pontos mais baixos, objetivando assim maior economia e durabilidade dos componentes da transmissão. Ao ligar a ignição do veículo, este modo é selecionado automaticamente.

Modo Esportivo

Este modo é obtido quando o motorista pressiona uma tecla na alavanca seletora ou no console e envia um sinal elétrico ao computador. Uma luz no painel se acende. Dessa maneira, o computador seleciona o mapa de trabalho interno da transmissão para que as mudanças ocorram em um ponto mais alto, “esticando” as marchas.

Modo Emergência
Se por qualquer motivo o computador da transmissão deixar de receber informações eletrônicas dos diversos sensores e atuadores ou a temperatura do fluído da transmissão se elevar demasiadamente o sistema tentará proteger a transmissão, uma luz indicadora de avaria se acende no painel. Com os componentes eletrônicos desabilitados, a transmissão sofrerá um aumento de pressão interna para evitar patinação interna dos componentes mecânicos, o que é primordial para a preservação do estado da transmissão.

O computador da transmissão também desabilitará os solenóides que produzem a troca das marchas, permitindo que somente uma marcha leve seja aplicada. Isto permite ao motorista tração suficiente para conduzir o veículo à oficina mais próxima para reparos.

2 Comentários para “Aprenda a utilizar a alavanca seletora em veículos com Câmbio Automático”

  1. esmeralda valério

    gostei muito….vale a pena ler pra ficar bem instruido e .ser cada vez mais capacitado…e entendido…em carro automático…que afinal ja aderi para sempre em minha vida…ameiiiiii..

    Responder

Comente este artigo